área exclusiva para clientes

E-books

“Matar muito, prender mal”

“Matar muito, prender mal”

Desigualdade racial como efeito do policiamento ostensivo militarizado em SP
Por
Maria Carolina Schlittler
Editora
Autografia
Formatos
Onde encontrar
Sinopse

Este livro analisa as relações entre práticas policiais cotidianas e a conformação do policiamento ostensivo militarizado, desempenhado pela Polícia Militar.

A pesquisa foi construída a partir de entrevistas e análise de dados oficiais da segurança pública paulista, para compreender como se executa o policiamento nas ruas. Constatou-se que durante o policiamento ostensivo estão disponíveis à PM, sobretudo, três recursos: a abordagem, o confronto e o tirocínio policial enquanto ferramenta para diferenciar bandidos e cidadãos de bem.

Uma das principais conclusões do livro é o aspecto racializados do tirocínio – isto significa que, para a fundamentação da suspeita policial são usados marcadores raciais.

O livro analisa em detalhes como a racialização das práticas policiais é uma ameaça à vida da população jovem e negra.