área exclusiva para clientes

E-books

Teoria política e feminismo - abordagens brasileiras

Teoria política e feminismo

Abordagens brasileiras
Por
Flávia Biroli, Luis Felipe Miguel
Editora
Horizonte
Formatos
Onde encontrar
Sinopse

O feminismo colocou problemas fundamentais para a teoria política ao expor a acomodação entre a igualdade formal e os mecanismos de opressão e exclusão que colocam as mulheres em posição de desvantagem, limitando o exercício dos seus direitos e suas possibilidades de autodeterminação.

Em suas diferentes vertentes, a crítica feminista destacou o caráter político de práticas e hierarquias que receberam pouca atenção, mesmo entre aqueles preocupados com os limites da democracia e com a justiça social.

O impacto das hierarquias na esfera privada, o caráter político dos arranjos da vida doméstica, os sentidos distintos da intimidade e da privacidade quando são consideradas as experiências de mulheres e homens são alguns dos temas que vêm recebendo reflexões sistemáticas no feminismo. Ao mesmo tempo, o feminismo apresenta considerações diversas, e conflitivas, sobre o sentido da atuação das mulheres na política e em outras esferas sociais e seu impacto para a redefinição de práticas, normas e valores políticos. O diálogo entre elas permitiu que fossem considerados novos problemas ou que problemas já presentes nas análises das democracias fossem reconsiderados, a partir da posição social das mulheres.

As análises presentes neste Teoria política feminista expõem o impacto produtivo dos feminismos na teoria política, apresentando reflexões sobre diferentes problemas colocados a partir da crítica feminista. Elas também contribuem para os debates teóricos contemporâneos sobre a democracia e a justiça. Em seu conjunto, o livro permite acesso às teorias políticas feministas, em sentido amplo, já que são várias as abordagens e autoras consideradas nos capítulos aqui apresentados, constituindo um conjunto representativo da crítica feminista hoje. Permite, ainda, uma compreensão dos desenvolvimentos das teorias feministas no Brasil, em que os esforços de sistematização das análises e da crítica vêm se ampliando e se consolidando.