área exclusiva para clientes

E-books

O elaborar da vergonha e da raiva

desatando nós para o trabalho socioeducativo
Por
Rose Meire Mendes de Almeida
Editora
Edições Verona
Formatos
Onde encontrar
Sinopse

O presente estudo teve como objetivo geral considerar os processos sociais envolvidos na situação do adolescente em conflito com a lei no Brasil, suas implicações na transformação de histórias de vidas e consequente demandas nos programas de atendimento. De forma mais específica objetivou trazer conhecimentos concretos para o campo de trabalho socioeducativo, e investigar aquilo que se apresenta como propiciador da reincidência. O que leva o/a adolescente a infracionar novamente? Os dados coletados, considerando as medidas socioeducativas, demonstram que elas não dão conta do objeto ao qual se propõem: o rompimento com o ciclo da delinquência, com a repetição do ato de delinquir. A forma como as medidas estão sendo propostas são reguladoras muito externas, e não estão entrando no cerne do problema. Nesse sentido, devem considerar os sentimentos de raiva e ódio que movem o adolescente. No subtexto dessa raiva existem situações de humilhação e sentimentos de vergonha que, por não serem elaborados, criam um ciclo humilhação – vergonha – ódio. Entra-se num círculo odioso, retroalimentado, que supõe a raiva, a dimensão que o prazer de delinquir tem, ao que eles chamam de adrenalina.